BRASIL E ITÁLIA TRABALHAM EM CONJUNTO POR MELHORES SERVIÇOS AOS ITALIANOS

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Durante as manifestações em São Paulo, a deputada Renata Bueno reuniu-se com o ministro das relações exteriores, em Roma.

“Não poderia haver sintonia melhor entre minha luta como parlamentar e aquela da população, somando forças com um objetivo em comum. Após um longo e difícil trabalho de anos, com inúmeras conversas com representantes do governo italiano não somente no Brasil, mas em todos os países da circunscrição América do Sul, visitas a consulados, vice-consulados e, principalmente, conhecendo de perto a realidade e as necessidades da comunidade italiana que represento, me reunir com o Ministro das Relações Exteriores, Angelino Alfano, aqui em Roma, no último dia 12, mesmo dia das manifestações em São Paulo, e pude explicar cada detalhe das dificuldades que temos encontrado nos últimos anos”, afirma a Deputada.

No encontro com o Ministro Alfano, Renata Bueno relatou pessoalmente, e sem intermediações, ao chefe de toda a rede consular, o desespero dos italianos que vivem na América do Sul, principalmente no Brasil. “Os cidadãos são, muitas vezes impossibilitados de exercer o direito à cidadania. Um cidadão italiano (vale lembrar que pelo Jus Sanguinis se nasce italiano) impedido de ser reconhecido como tal pelo seu Estado, ou de obter um documento essencial como o passaporte, sofre a violação de um direito fundamental. Por isso, levei alguns claros e objetivos pedidos ao Ministro, pelos quais estamos lutando há muito tempo e que alguns cidadãos levaram à rua no protesto em São Paulo”, desabafa Bueno.

A parlamentar deixou claro que respeita muito o diplomático, mas que seu papel é e sempre foi defender os interesses dos cidadãos em qualquer situação e a qualquer custo. Solicitou ao Ministro que assumisse a responsabilidade de fazer o que estivesse ao seu alcance para resolver os tantos problemas que ofendem os direitos dos concidadãos fora do País e que fogem da alçada dos parlamentares. 

Segue a pauta dos principais assuntos tratados na reunião da Deputada Renata Bueno com o Ministro Alfano:

• A imediata e definitiva revisão do sistema Prenota Online, que atinge tantos cidadãos que não conseguem agendar horário para emissão ou renovação do passaporte. Para dar ainda mais concretude a este pedido, resolvi trazer em forma de dossier (a pasta que entrego para o Ministro na foto) as inúmeras reclamações que tenho recebido, lido e guardado com atenção durante estes anos de mandato;

• O desbloqueio imediato da parte do valor arrecadado através da taxa de cidadania destinado aos consulados, medida esta já aprovada no Parlamento;

• A abertura de dois consulados imprescindíveis, que a coletividade italiana e suas representações, como os Comites, estão pedindo há muito tempo, e que já obtiveram o apoio formal dos governos locais. Trata-se dos consulados das duas circunscrições que, proporcionalmente, contam com o maior número de descendentes italianos no Brasil: Espírito Santo e Santa Catarina;

• Destinar mais dependentes do Ministério das Relações Exteriores às sedes no Brasil, devido à carência de funcionários no País, o que retarda e dificulta a máquina consular;

• Viabilizar o Kit que permitiria a alguns consulados honorários e vice-consulado emitir os passaportes.

A reunião concluiu-se com o convite que fiz ao Ministro de visitar o Brasil para conhecer de perto a realidade da coletividade italiana.

 

O BRASIL NÃO ESTÁ ABANDONADO

A motivação pela qual eu disse que não iria participar da manifestação para reclamar dos péssimos serviços consulares e extensas filas para reconhecimento da cidadania foi que não considerava esta a instância em que agora minha batalha em defesa dos interesses dos cidadãos teria que acontecer. De fato, no mesmo dia em que ocorria a legítima manifestação, eu consegui uma reunião particular com o Ministro das Relações Exteriores, Angelino Alfano, para tratar os mesmos assuntos que são objeto do protesto levado à rua, em São Paulo.

O encontro com o Ministro Alfano me deu a possibilidade de levar pessoalmente e claramente ao chefe de toda a rede consular o desespero dos italianos que vivem na América do Sul e, no em específico, no Brasil, privados da possibilidade de exercer o direito ao reconhecimento da cidadania. De fato, um cidadão italiano (vale lembrar que pelo Jus Sanguinis se nasce italiano) impedido de ser reconhecido como tal pelo Estado, ou o absurdo que se tem verificado quando um cidadão italiano já reconhecido não consegue um documento essencial como o passaporte, sofrendo assim, uma violação de um direito fundamental.

Por isso, levei alguns claros e fundamentais pedidos ao Ministro, pelos quais estamos lutando há muito tempo. “Respeito e sempre respeitei o trabalho da diplomacia, mas o meu papel é e sempre foi defender os interesses dos cidadãos em qualquer situação e a qualquer custo”, esclareci e pedi para ao Ministro para assumir a responsabilidade de fazer o que estiver ao seu alcance para resolver os tantos problemas que ofendem os direitos dos concidadãos fora do País e que fogem das nossas competências parlamentares. 

  • O primeiro pedido foi a imediata e definitiva revisão do sistema Prenota Online, que aflige tantos cidadãos que não conseguem agendar o encontro para emissão ou renovação do passaporte. Para dar ainda mais concretude a este pedido, resolvi trazer em forma de dossier (a pasta que entrego para o Ministro na foto) as inúmeras reclamações que tenho recebido, lido e guardado com atenção durante estes anos de mandato;
  • O segundo foi o desbloqueio imediato da parte do valor arrecadado através da taxa de cidadania destinado aos consulados e cuja medida já foi aprovada no Parlamento;
  • A abertura de dois consulados fundamentais que a coletividade italiana e suas representações (Comites) está pedindo há muito tempo, e que já obtiveram o apoio formal dos governos locais. Trata-se dos consulados das duas circunscrições que, proporcionalmente, contam com o maior número de descendentes italianos no Brasil: Espírito Santo e Santa Catarina;
  • O quarto pedido foi destinar mais dependentes do Ministério das Relações Exteriores às sedes no Brasil, devido à carência de funcionários no País, o que retarda e dificulta a máquina consular;
  • Viabilizar o Kit que permitiria aos consulados honorários emitir os passaportes,  o último dos pedidos formais.

A reunião concluiu-se com o convite que fiz pessoalmente ao Ministro de visitar o Brasil para conhecer a realidade da coletividade italiana.

Assessoria de Imprensa da Deputada Renata Bueno

Anuncie no site Itália em MG

Anuncie aqui seus Produtos e Serviçõs

ENVIE SEU MATERIAL OU PEÇA A INSCRIÇÃO NA NEWSLETTER

Envie-nos opiniões, sugestões de matérias, fotos, dicas de eventos para publicarmos no nosso site.

Envie-nos a sua historia, a historia e fotos de sua família ou de sua associação: as melhores serão publicadas.

Peça a inscrição na nossa Newsletter

no e-mail: redacao@italiaemminasgerais.com.br

Topo